domingo, 7 de novembro de 2010

E começam as aulas

Quando se conheceram tudo era diferente, todos eram diferentes naquele clima sorrateiro de paz e sol e tudo à volta parecia ser dominado pela felicidade que contagiava quem passava pelos dois. Foram os melhores momentos de sempre.
Abraços e carinho pela noite dentro sentindo a respiração dela contra os meus lábios, a respiração quente que saía da sua boca e que nos momentos de puro silêncio me fazia sentir tão bem, as inspirações e expirações suavemente compassadas e o sorriso matreiro de quem está a fazer algo que não deveria estar a fazer.
O perfume já não sai daqui, nem mesmo que eu queira ele não sai...
Ali no escuro a sentir-mos o mar a aproximar-se e a afastar-se logo de seguida...e é tão bom, é a melhor sensação do Mundo. Ficar frente a frente e senti-la.

Depois mudou.

Recomeçou tudo. Porque é que tinham de ser de terras distantes? Porque é que não lhes deram uma hipótese? Porque é que não tiveram o direito de acordar ao lado um do outro depois de uma noite apertados a consumir o sorriso alheio de cada um?
Porquê?!

....

Ela mandava mensagens e a resposta era instantânea, todas as noites falavam ao telemóvel, todas as manhãs acordavam com um bom dia escrito, mas e o sabor dos lábios dela? Onde está aquela pessoa que eu tanto amei e que tanto gostei de gostar? Ela era perfeita e agora não está aqui. E era tão compreensível, e tão linda e tão perfeita e agora não está aqui.

Talvez o Mundo foi fabricado para ser elementar e difuso, e eu ainda sinto a tua respiração.

30 comentários:

  1. este texto tocou-me muito :')
    identifico-me perfeitamente com ele :x
    as saudades doem e ainda mais quando gostamos de as relembrar, mas por muito que custe o caminho tem que ser seguido para a frente com orgulho e um sorriso por ter acontecido*
    está Lindo mesmo :')

    ResponderEliminar
  2. lindo como sempre, escreves super bem *

    ResponderEliminar
  3. gostei imenso do texto e houve partes de descrição bastante eficazes porque foi possível imaginar perfeitamente e sentir por experiência própria.
    estou a seguir o blog ;)

    ResponderEliminar
  4. Rama...
    Gostei da forma com que descrevestes meu blog ; BRUTAL ... rs*
    Seguindo-te rapaz!
    Bjs!

    ResponderEliminar
  5. Muito obrigado pelos elogios. Muito Giru (é assim que se diz?) este blog. A palavra tem poder carinha.

    Prometo ir lendo e comentando. Estou surpreso com essas visitas lusitanas em nosso blog.

    abraços

    ResponderEliminar
  6. eu queria acreditar, mas não consigo..

    ResponderEliminar
  7. era impossível não me identificar com isto..

    desde já agradeço-te imeenso o comentário :') quanto a conselhos, acredita que pelo que li és mais tu que tens de mos dar a mim! não pares de escrever, é o melhor que te sei dizer..
    beijinho ;)

    ResponderEliminar
  8. vais continuar com o blog ? *o*
    estarei sempre*

    ResponderEliminar
  9. eu tambem gosto da musica *.*
    - e gosto do teu blog tambem :D

    ResponderEliminar
  10. Obrigado pela visita e pelo comentário! Também gostei aqui do teu espaço. Continua! ;)

    ResponderEliminar
  11. Obrigada (:
    sim curto o teu blog xD e gosto principalmente das músicas e da simplicidade do blog (:
    ahah o pá que lol Rafael eu sigo-te na boa mas tu também me tens de seguir eheh (kidding)
    vou continuar com certeza e continua também, até agora estás a ir bem :b

    ResponderEliminar
  12. É mm :)
    A última frase do texto está qqr coisa!

    ResponderEliminar
  13. Obrigada pelo comentário no blog!
    Envolvente o que escreves :)
    Estou a seguir.

    http://agri-agridoce.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. adorei.
    porque e tudo tao complicado?

    ResponderEliminar
  15. obrigada , rafael (:
    também gostei do teu blog , continua .

    ResponderEliminar