sábado, 18 de dezembro de 2010

Senti, parte1

Hoje está tanto frio lá fora.
O frio é tanto que não se vê ninguém, não passa ninguém pela rua, não se ouvem os carros a alta velocidade, nem os habituais morcegos que costumam estar sempre a esvoaçar de um lado para o outro.
Mas...lá fora, parece que algo se mexe lá fora...alguém está lá fora no meio daquele frio endiabrado e na escuridão que silencia qualquer um que pense, sequer, em levantar-se da cama.
Aproximei-me da janela para ver mais de perto e realmente não era o sono que me levava a inventar coisas, estava mesmo alguém lá fora..uma rapariga a tremer, com um casaco roto pelas costas, e descalça! Não queria acreditar no que via. Tinha de fazer alguma coisa, e depressa!
Saí de casa numa correria desenfreada, "espero não acordar os meus pais" pensei enquanto descia as escadas do meu quarto para de seguida abrir a porta de casa. A rapariga ainda lá estava, sentada no meio da rua a chorar e a dizer "porquê a mim? Porquê a mim?", corri para ela, impulsionado por algo muito forte que não me deixava parar, "o que se passa? O que te aconteceu?" ... ela não me respondeu, em vez disso continuou a chorar e a gritar "porquê?! Porquê eu?". Não sabia o que havia de fazer, não conhecia aquela rapariga de lado nenhum, mas algo me dizia para fazer algo, seria de confiança? "o que devo fazer?" pensei...decidi levá-la para minha casa, "vem", mas ela não vinha, parecia que fazia de conta que não me ouvia..."vem, eu levo-te para minha casa, lá está quentinho, aqui acabas por morrer com o frio que está!",,,nada...ela limitava-se a olhar para o chão e a dizer "a culpa não é minha! Não fui eu! Não fui eu!", de certeza que o frio estava a mexer com a sua cabeça pois já não dizia coisa com coisa. "anda, eu levo-te lá para dentro, lá estarás segura...não podes ficar aqui!" ... "levas-me lá para dentro..."... "sim, eu levo-te lá para dentro, eu levo-te lá para dentro e tudo fica bem, vais ver!" ... "levas-me lá para dentro, para tua casa?" "sim, anda que até eu já não aguento o frio que está!" "tu não me conheces!" "lá dentro...falamos lá dentro...agora vem!"

3 comentários:

  1. está Lindooo :')
    é sempre maravilhoso ler o que escreves *-*

    ResponderEliminar
  2. Obrigada! e não é mm, é um sino bastante dispensável :)
    Hum estou curiosa com o que virá a seguir :b

    ResponderEliminar