sábado, 31 de dezembro de 2011

note to myself

Chovia a potes lá fora e o vento queria cortar tudo à sua passagem. Ele estava em casa, sentado na cama com o cigarro prestes a acabar no canto direito da boca e com a guitarra nas mãos. Ela tinha ido à cozinha e disse que não demorava nada.
Os pingos de chuva batiam com tanta força na janela do quarto que ele, por momentos, deixou a folha onde estava a escrever a sua próxima música e olhou para as nuvens ameaçadoras que se iam aproximando...voltou para a folha e chupou com toda força o cigarro que insistia em se apagar...vem inspiração...
A música era sobre ela...em inglês...e como tudo na vida deles era demasiada verdadeira...ela apareceu e sentou-se ao lado dele com aquela cara angelical e tentou ao máximo espreitar o que ele já tinha escrito, mas ele limitou-se a sorrir e a esconder a folha...
Passado uns minutos já tinha tudo feito...mostrou-lhe

i want to be with you...
you are everything i can ask for
i mean...it's you...you know...?
i can't imagine myself without your smell,
without your kiss, without your eyes, without your tongue...
you are the most beautifull piece of human life i could wish for
and i want to love you and give you everything you need
i want to see you fall asleep, i want to wake up next to you
i want to touch your hair, your body
i want to hear you scream my name, telling me you want more..
be with me
http://soundcloud.com/miguel-k/nirvana-come-as-you-are-rafael
;)

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Pesadelo

De repente encontrava-se num sítio que lhe parecia familiar...tudo à sua volta parecia já lhe ter aparecido diante dos olhos...mas quando? Ele sabia que era isso o que sentia, mas não fazia a mínima ideia de onde conhecia aquele campo carregado do verde das milhares de plantas que cobriam o que parecia o imenso jardim de uma quinta linda...enquanto dava passos infinitos para a frente sentia a brisa que o carregava de bom-humor, dava um passo em frente e ouvia as folhas das árvores a brincarem umas com as outras...era tão familiar...um déjà vú?
À medida que avançava conseguia distinguir, ao longe, um carvalho gigantesco...e na sua sombra estavam dois vultos que àquela distância eram apenas duas pessoas a tentar esconder-se do sol abrasador daquele dia de Verão...avançou mais um pouco.
O jardim era gigantesco.
Se olhasse para o lado esquerdo via o celeiro daquela enorme quinta e que lhe era tão familiar, ao lado estava a casa magnífica e andrajosa que dava a toda aquela paisagem um toque de beleza brutal...o resto era um jardim infindável, adornado com árvores de todos os tipos, flores de todas as cores...e aqueles dois ali à frente...continuou.
Quando ficou a míseros metros dos vultos soltou-se uma expressão de puro terror pela sua face...era ele que ali estava, ele e a sua namorada...

...
..
.
.
..
...
a história deles bem que podia dar um filme...o estilo do filme que venha o diabo e escolha...
Conheceram-se nas férias de Verão...ele era o típico engatatão e ela a menina que fingia ser a pessoa mais tímida do mundo...o par perfeito ;)
Ele tinha uma quinta grande, majestosa, e embora pudesse parecer não era uma pessoa muito rica...não foi por isso que ela se interessou se é que percebem.
Ela era linda e tinha olhos verdes, e uma franja que lhe caía sobre os olhos lindos (e quando ela soprava para a afastar ele adorava :), tinha uns lábios lindos...
Um dia, numa tarde igual àquela que ele estava a viver naquele momento sabia lá bem ele como, houve um problema...enquanto estavam os dois debaixo de um carvalho gigantesco começaram a sentir um cheiro a queimado, e quando olharam para o celeiro viram que este deitava fumo por todo lado...! Ele apressou-se a correr para tentar fazer algo! Ela levantou-se atrás dele e começou a correr também! ... quando chegaram ao celeiro ele abriu o enorme portão, e o fumo aumentou muito de repente...não se via nada no interior mas mesmo assim ele entrou para tentar fazer alguma coisa...o calor era insuportável...ela foi atrás dele...a única coisa de que ele se lembrava era de vê-la a correr para ele e de repente...tudo ficou preto...tudo ficou em silêncio...

.
..
...
..
.
Ele parecia que tinha acordado de um sonho distante...mas estava ali...a ver-se a ele próprio...e a ela...debaixo do carvalho gigante...de repente ele e ela pararam de se beijar e começaram a cheirar o ar que os rodeava...depois olharam para um sítio e as caras ficaram completamente petrificadas...ele seguiu-lhes o olhar e viu que estavam colocados no celeiro que deitava fumo...ele engoliu em seco e virou-se para eles...ele já corria desenfreado e ela acabara de se levantar..."NÃO!!" gritou ele à medida que via ele e ela a afastarem-se pelo jardim gigantesco...mas a voz não saia da sua boca...começou a correr atrás deles...
Chegou ao celeiro e ele e ela já tinham entrado...ele entrou também...passado um pouco houve um desabamento...passado um bocado ficou tudo preto...passado um bocado tudo ficou em silêncio...

...

De repente encontrava-se num sítio que lhe parecia familiar...tudo à sua volta parecia já lhe ter aparecido diante dos olhos...mas quando? Ele sabia que era isso o que sentia, mas não fazia a mínima ideia de onde conhecia aquele campo carregado do verde das milhares de plantas que cobriam o que parecia o imenso jardim de uma quinta linda...

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Feliz 2012

Ela morreu ontem à noite, quando o frio ainda era forte ao ponto de congelar tudo em segundos. Havia qualquer coisa diferente no ar, de certeza que quem estivesse habituado a olhar pela janela toda a noite como eu se aperceberia disso...não é fácil de explicar e eu não o consigo fazer mas ontem a noite foi de uma diferença tal que dei por mim muitas vezes a engolir em seco..
Quando na verdade as coisas são muito mais difíceis do que as pessoas pensam...de certeza que se eu tivesse corrido até ao fim da rua e tivesse entrado na casa dela e lhe dissesse que ela valia mais do que pensava valer...ainda hoje a tinha ao meu lado, sempre pronta a rir-se das minhas piadas que a faziam esquecer por momentos a bela vida de merda que tinha.
Conheci o que queria conhecer dela e a realidade é que estava mais do que pronto para continuar a conhecer...mas agora vejo que é tarde demais...queria mas não posso, habitua-te a isso e pronto.
Só me custa pensar nas merdas que lhe posso ter dito, nas vezes em que a mandei abaixo...e embora saiba que fiz tudo isso inconscientemente penso sempre que poderia ter-lhe dado um abraço ou um beijinho ou uma frase de eterna compaixão.
Segura no que resta de vida à tua volta e dá graças a Deus, aos anjos, ao presidente da república...a alguém que sintas que te dá a força necessária para continuar a lutar por alguma coisa decente e que aches que faça todo o sentido neste momento.
Por exemplo, eu gosto muito de uma pessoa, mas eu nunca terei a certeza do que devo fazer, não sei se chego ao pé dela e começo a falar de merdas que não têm sentido quando no fundo eu quero é beijá-la...mas falo e falo e ela também vai falando e falando...e eu nunca saberei se o melhor era dar-lhe um beijo e puxá-la para mim e dizer que queria fazer aquilo há já algum tempo...nunca saberei se era isso que aconteceria ou se levaria um estalo porque não tenho os colhões para o fazer...espero sempre que se fizer isso vou levar uma chapada na cara...penso sempre que se fizer o que QUERO fazer vou levar na certa uma puta de uma nega que nunca mais sou o mesmo, mas a verdade é que eu já não o mesmo que era antigamente...e muito disso devo a todas as raparigas que amei e que me amaram, e quando penso que devia ter-lhe dito aquilo, ou que devia ter feito aquilo, ou que não devia pensar naquilo...acho que valia mais a pena levar com uma chapada fria e estúpida do que vir para casa e pensar naquilo a noite toda, para depois voltar a pensar na manhã seguinte...
E o que eu quero dizer é que não tenho a coragem necessária para chegar ao pé dessa pessoa que eu sempre quis beijar e que nunca consegui...a única coisa que eu queria era saber o porquê de eu não conseguir fazer isso...apenas isso...
Eu posso até nem ser muito giro mas não me considero horrível, embora talvez o possa ser comparado a "obras primas" que andam a passear pelas ruas...? não sei...eu só queria poder passar por aquilo que eu queria passar...e que isso não durasse minutos...queria poder dizer a muitas pessoas que deixei para trás que gostava delas e que eram o que eu queria que fossem...mas muitas são as vezes em que dou por mim a andar a rabiscar desenhos e letras de músicas que me fazem instantaneamente lembrar daquela rapariga, ou daquela situação...que posteriormente me fazem lembrar daquilo que aconteceu...que me fazem pensar no que poderia ter acontecido.
Muitas meninas pensam que eu sou demasiado romântico e que escrevo poemas e textos e cenas fofinhas...mas eu estou farto de o ser...se por o ser não consigo o que quero ou não digo o que quero porque tenho os meus ideais? então esqueçam...eu não sou romântico...
Muitas meninas pensam que eu sou demasiado cómico e que as faço rir e que mando o bem-estar delas para o ar com uma rapidez impressionante...peço desculpa...não, a sério! peço desculpa! porque...bem...isso tem de ser uma coisa má, não? é que mesmo sendo demasiado romântico e demasiado cómico e ainda ser uma beca inteligente e cantar e tocar guitarra e escrever poemas e saber ouvir...bem...mesmo assim preferem os que não têm nenhuma destas qualidades e que vos faltam ao respeito...mas espera aí...vocês gostam disto...ou seja....há alguma cena que tem de estar mal nisto tudo...as mulheres são sadomasoquistas? ah...então assim já nos entendemos melhor...porque é isso que são...ou...ou não? mau...
Então mas não é verdade? não preferem um rapaz que vos meta abaixo de vez em quando? daqueles que usa brinquinho e piercing e fume erva e de vez em quando vos mande uma mensagem só para pronto...é isso né? digam-me que sim senão eu até me sinto mal ..
se houvesse uma cadeia alimentar no que respeita às relações (que há mas pronto) eu definitivamente estaria na última posição...porque ao que parece sou exactamente o que uma rapariga não quer...certo? sou inteligente, tenho um bom sentido de humor, sei ouvir...tudo características que não ajudam a uma relação na verdade...o que ajuda é definitivamente o ser todo bom, giro, parvalhão e cagar completamente para o que está à sua frente...tudo coisas que eu, peço imensa desculpa (inclusive a mim), mas não sou...
mas um gajo cá vai esquecendo essas merdas, não é verdade? vai tentando e quando vires a tua pessoa a ser comida por um otário limita-te a esquecer e a seguir e a rasgar as cenas que já chegaste a escrever sobre ela :)

poema do magro apaixonado

gosto de ti mas tu gostas de gajos mais fortes que eu :/
eu posso ir para o ginásio se quiseres :) e fico forte :)
a nossa cena até foi bem fixe :) e ainda nem sei porque morreu ..
talvez...se eu vier mais musculado do ginásio tenha mais sorte :)

eu até ia cantando e tocando guitarra para ti :)
e tu ias sorrindo e cantando o refrão comigo (:
mas as canções foram esquecidas por mim
e por ti, e às vezes até pareciam não ter sentido ..

e agora somos capazes de nos ver na rua
e de olhar para o outro lado, mas então
e a vida seguiu? a paixão? bem, cada um tem a sua ..
mas tu continuas a ser o pedaço de vida humana mais lindo que passou pelos meus lábios e que quando me lembro de sentir o que senti ainda me arrepio e penso se dava um segundo perdido da minha vida para te ter nos braçoes outra vez

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Linguado

Estávamos, com o que se costuma dizer, necessidade extremamente excessiva de nos tocarmos, e a verdade é que os olhos de cada um tentavam ao máximo virar-se para o céu que queria cair sobre nós naquele momento...esquece durante uma beca.
Depois de a olhar e de dizer que estava um dia brutal ela sorriu "estás mesmo a falar sobre o tempo.." disse..e eu retribuí o sorriso mais parvo enquanto olhava para baixo e achava as minhas all stars tãããooo interessantes -.-'
O tempo passou e ainda hoje me parece que é impossível duas horas passarem daquela forma...
Ficámos algum tempo a olhar um para o outro, e as minhas all stars foram totalmente ultrapassadas por aqueles lábios ... ela aproximou-se repentinamente e deu-me um beijo rápido, voltando de seguida a recuar, cruzou as mãos e olhou para o chão...antes de poder voltar a olhar para mim senti que era a minha vez de responder à mensagem que tinha acabado de receber

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

move on hum?

because she is the most beautiful thing in the world...he could see that she was not looking at him but he definely wanted to forget everything...he wanted to believe that everything was just a scary nightmare and he was ready to forget all the feelings that could have reach the wrong persons..."let's sleep" he thought, and he could not believe that she was once his best hope.
the day has come and tonight he'll be sleeping...and she will enter in his dreams...and he will scream untill he wakes up again, sweaty and ready to embrasse another day of emotional torture.
he was alright till that day...before he tried to forget her and succeded, but she was ready to do that same shit again! his head is beginning to flip out but he knows that he'll forget her again...let's do that...he will suffer a little bit longer but then it will pass by...let's hope so x)
his head is fucked up... xD

domingo, 18 de dezembro de 2011

sex is our personal heaven

before you listen, come to me
speak what you want to hear
and i'll defintely hug you...no matter what

if you find hard telling me what you want to tell...

you can come closer now...closer..i can feel your warm breath...your perfume is taking me to another place...i...i want to...i want to kiss right now, and if you let me i'll give you the most perfect night you'll ever dream of...

you are the most beautiful piece of human life i've ever seen, and tonight i'll let you touch me, do whatever you want to do with me..kiss me, bite me, beat me, punch me, love me...

tonight i'll take your lips and make them mine..i'll make you reach the heaven that you so hardly seek and that nobody could give you...

you're going to scream my name now...you're gonna pull my hair...i'm gonna kiss your warm body...you're gonna scratch my chest till it bleed..

tonight i'll be the human toy you wanted me to be...and i'll do whatever you want me to do

domingo, 4 de dezembro de 2011

Parágrafo

É tarde e já estou sóbrio de ti há cerca de uma semana...quem é que pensas que és afinal ? É tipo o quê? Eu ando aqui...todos os dias tento ao máximo não pensar na tua cara mas a filha da puta da verdade é que, nem que seja uma música, uma imagem, um som...qualquer coisa que me faça lembrar, por segundos, de ti...esquece...uma comparação...deixa cá pensar..um rapaz que começa a fumar, até é fixe, ao princípio tudo parece brutal, o tabaco faz-te sentir bem, é uma droga...mas quando reparares que não tens dinheiro para comprar, e pior, quando reparares que não consegues estar muito tempo sem um cigarro à tua frente...começas a passar-te certo? eu não sei que nunca fumei, mas suponho que assim seja..........pois.....tu és a mesma cena, ao início é brutal falar contigo, saber que estás ali...mas depois, quando te apercebes que nao dá, que as coisas nunca vão resultar ...................................mas queres...e então não sabes o que fazer...queres, não podes...queres...será que dá? não dá...será que podes? e torna-se um vício não poder ter a pessoa, e quanto mais tentas não pensar nisso mais pensas, e quanto mais tentas fazer com que tudo não passe de um sonho mais real parece ser, e quanto mais defeitos lhe queres meter para custar menos abandoná-la do pensamento mais ela te parece ser o pedaço de vida mais uau de sempre...tenho de ir dormir ;)

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

God damn it! WTF do you want ?!

Fodass...que ganda post --'

Ora bem, o que é que vocês querem?
Alguma menina, mulher, senhora me diga o que é que vocês querem afinal! Please..
Então vamos lá:

1.
Olhem, no outro dia ia pela rua…tudo muito bem, o tempo estava brutal, a universidade esperava por mim assim como os professores…até porque os tão famosos 15 minutos académicos estavam a passar rápido demais…
De repente passa por mim uma das vossas xD uma da vossa equipa xD porque isto é tipo um jogo, temos a equipa feminina e a equipa masculina, e depois há a batalha…e que batalha! Normalmente a equipa masculina está muito parada e a ver a feminina a fazer tudo…será?
Ela passou por mim e eu posso jurar que aquela era, sem nenhuma dúvida, a miúda mais (…podia tar aqui mesmo MUITO tempo…) que eu já vi…vamos chamar-lhe Bree sim? Estava escrito na t-shirt que ela trazia vestida…ora bem, a Bree olhou para mim e por momentos a música que estava a ouvir parou de dar, a rua da rotunda não existia, o cheiro nham nham dos ovos moles tinha desaparecido…tudo por causa daquela pessoa com aqueles olhos cuja cor eu desconheço mas que penso serem verdes…porque eu curto mesmo o verde nos olhos de uma rapariga…e eu curti os olhos dela…portanto se fizermos uma dedução de 3,8 segundos chegamos lá…o cabelo loiro…o corpo pronto…e o que é que aconteceu a seguir? (…) nunca mais vi a Bree…ela passou e foi à vida dela, eu passei e fui à minha…mas a cara dela não sai daqui agora…percebem? Nah…este ponto não foi muito coerente mas passemos ao segundo e último que me anda a matar há tempo demais (2 anos para ser mais preciso)

2.
Só quero fazer uma pergunta à comunidade feminina...nem todas são assim COMO É ÓBVIO mas mesmo assim: porque é que escolhem moços para andar, namorar, pagar a renda…qualquer que seja o vosso verbo favorito, quando eles são otários? Não estou a dizer que sou todo bom e que tenho uma personalidade brilhantemente carregada de humor e de coisinhas fofas…népia…aliás não falem comigo porque eu sou o mais DESINTERESSANTE, IGNORANTE, EXTREMAMENTE CARRANCUDO E ABSOLUTAMENTE CONFIANTE rafael rama…mas…qual é a vossa ânsia de quererem arranjar problemas num relacionamento? É por ele ser giro? Por ter o belo do piercing na ponta da língua? Esperem esperem…eu sei a resposta, querem que eu diga? Querem mesmo que eu diga? Então eu digo alto e bom som: EU NÃO ENTENDO!
Desde que comecei a escrever que TENTEI…mesmo…tentei descortinar o que ainda não sabia mas a cada dia QUE PASSA eu sinto-me cada vez mais confuso…mesmo…e é assim que tem de ser né? Não havia piada nenhuma se todos nós soubessemos tudo uns sobre os outro...mas vocês realmente...
E atenção, isto não é nenhum texto contra as mulheres! Contra as adolescentes! Contra as idosas! Contra…porque convenhamos por um momento, as mulheres são a raça superior, quem é que duvida disso? São seres acima..mas eu queria descobrir o porquê de MUITAS coisas…de TANTAS coisas...

Ou seja…o que é que vocês querem?

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Civil Twilight

Parece que ainda não consegui perceber que às vezes as pessoas não gostam de mim..pronto, ok, podem não gostar e então? Mas o que mais me custa é saber que não posso confiar em ninguém a não ser na pessoa que está a escrever este texto..aprendi isso por causa de certas pessoas...mas quem é que nunca passou por coisas assim? Ponha a mão no ar quem nunca sentiu medo de não poder ter o que quer ter, de saber que aquela pessoa nunca há-de ser o que queres que ela seja..vamos lá, estou à espera.
Às vezes só me apetece cortar-me de dentro para fora..para ver se o que está por dentro é assim tão feio como o que está por fora..mas parece que isso não é preciso, acho que o melhor é deixar a faca de lado por um bocadinho e ir comer uma maçã ou assim...
Já não sei o que me apetece para ser totalmente sincero, já não sou o puto que amava pegar na guitarra às 3h23m da manhã e ir para a rua molhada da chuva que não parava de cair..tocar guitarra para a rua para os meus pais não acordarem, foder a guitarra toda por deixá-la encharcada enquanto contava os minutos para ter de "acordar" para ir para a escola..; já não sou o puto que se despedia da rapariga..andava uns passos para a frente..e olhava sorrateiramente para trás, batendo directamente com os olhos dela..;
Às vezes não sei bem quem sou..às vezes pergunto-me se chega ou NÃO dizer que o que QUERO é deixar a minha cabeça em paz..um mês de férias para a minha cabeça , please ?
Eu já nem gosto de gostar das coisas...até isso já me parece demasiado cansativo..

Amo a minha família, o meu cão, o meu gato, a minha guitarra e coca-cola.

Odeio bróculos, putas, canções que ficam na cabeça mas que não prestam, pessoas que se limitam a dizer o que NÃO queremos ouvir ;)

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Wise was here

Quero ir embora com a minha banda..
Pegar numa "pão-de-forma", na minha acústica, em 78 grades de cerveja, em 56 pizzas...e deixa lá vir o horizonte..
Depois parávamos nas estações de serviço e pintávamos nas casas de banho "Wise esteve aqui"..
E dávamos concertos onde nos pedissem para dar e estávamos a suar a noite toda enquanto cantávamos e cantavam connosco..
Atrás de mim ouviam-se as batidas do srº Silva enquanto gritava "A PRÓXIMA É A SELF ESTEEM!" e enquanto teimava em ensinar-me a rodar as baquetas (não consigo), ao meu lado direito estava o pon bon don..Maia a partir o baixo, sempre com aquele seu estilo groove e com uns movimentos de anca marados tal e qual como nos ensaios xD, depois estava a o lenço a voar à volta da guitarra enquanto que os acordes disparavam da palheta para o público e podia-se ver o Pedro a tocar e a cantar a Anna Júlia de olhos fechados, at last but not least do meu lado esquerdo só podia mesmo estar o melhor guitarrista que eu já tive o prazer de conhecer, o Jorge a tocar aquela do solo fixe que me faz saltar e todas as outras sem sequer precisar de olhar para a sua menina..até atrás das costas vejam lá xD
ya, era muito fixe, vou sonhando com os dias longínquos em que pegamos na "pão-de-forma" e nos metemos na liberdade ;)

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Vira a página

Amo-te...e vai ter de ficar para depois...
O que se passa é que eu não gosto do que está a acontecer e parece que cada semana que passa é mais uma facada no meu corpo, na minha cabeça.
Passo-me completamente e não aproveito o que devia aproveitar...os outros estão todos bem...e porque é que isto me parece um déjà vú ? Porque é a verdade! Porque eu nunca consegui aproveitar o que tinha para aproveitar, quando tinha de aproveitar...
Nunca disse com tanta força o que estou a dizer..mas o que é certo é que eu amo-te fodasse! Eu amo-te! Porque é que as coisas são como são?
Só queria aquilo que sempre quis mas tu continuas a desiludir-me com as tuas cenas..
E quando eu digo que não posso pensar numa determinada coisa acabo por PENSAR nessa determinada coisa..e eu não consigo parar de pensar em ti..eu não quero pensar em ti porque sei que vou foder a cabeça por saber que não vou estar contigo...mas acabo sempre por pensar, e cada dia que passa...eu sei que, pelo menos por um minuto, desde o momento em que acordo até me deitar, penso em ti...
Dói! Dói como ó caralho! Arde..esta merda arde! E a única coisa que eu queria era o teu sorriso e a tua boca e o teu cabelo e tu..e não dá..E NÃO DÁ!
e eu só queria ser igual a todos os outros rapazes e gostar por seres toda boa e quando virares as costas ir comer outra...e aproveitar a minha idade...tempo vou eu ter para me preocupar com estas cenas...mas é a minha maneira de ser...
Dói..só isso...mas passa, eu sei que passa..

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

LOL

Bem que podia estar bêbado para escrever um daqueles textos bonitinhos e demasiadamente fofinhos, mas a verdade é que a única coisa que me assola a cabeça neste momento é uma enorme soneira que já quase não me deixa pensar.
Nos últimos tempos tenho sentido uma necessidade muito perigosa de escrever, escrever escrever...e para ser franco não sei se isso é bom ou mau..neste momento também não chego lá, não com este cansaço todo pelo menos.
Amanhã tenho aulas bem cedo e a verdade é que só o simples acto de pensar que vou ter de me levantar do quente para enfrentar a rua gelada dá-me uma vontade exagerada de querer ir de férias para, tipo, Marte ou assim...
Não me tem apetecido fazer nada, pego na guitarra por pegar, lavo a cara por lavar, almoço, janto, como, porque sei que na verdade se não o fizer acabo por morrer...não me apetece sabem? É tarde..tipo..já devia estar a dormir...mas nem isso me apetece fazer !
Mas continuemos com isto, pode ser que melhore uma beca.

domingo, 20 de novembro de 2011

Vodka + Pensamentos = Noite bem pensada

Quando olhava para ela havia qualquer coisa que mudava, definitivamente. Por muito que dissesse a si mesmo que "ok! É hoje que páro!" ... nah... quanto mais ele tentava interiorizar que ela era apenas uma rapariga, que não valia minimamente a pena estar SEMPRE a pensar nela, naquele sorriso contagiante, na forma demasidamente engraçada que tinha de falar, no brilho que lhe saía daqueles olhos lindos...quanto mais ele batia na cabeça, tentando ao máximo esquecer aquele pedaço mágico de vida mais ela lhe aparecia à frente...mesmo quando não estava à sua frente.
E ele lá continuou tentando ao máximo fazer todo o tipo de coisas, tentando conhecer todo o tipo de pessoas, tentando beber só mais um shot de absinto...só para ela sair dali por um bocadinho...mas a cara dela aparecia na cara das outras pessoas, o facto de não se estar sóbrio não significava nada, antes pelo contrário, à medida que as pessoas, o chão...tudo ia ficando mais turvo e um pouco mais tombado para um lado, mais ela lhe aparecia pronta a ajudá-lo..."tu vais tomber..."

É fácil..quando estiverem com a pessoa segurem-lhe as mãos, digam o que têm a dizer mas..limitem-se a fazê-la feliz

sábado, 19 de novembro de 2011

100

Post número 100 :) parece que já ando por aqui há algum tempo ..
Tudo começou no Hi5 xD "será que escrevo no Hi5 o texto que acabei de escrever no ambiente de trabalho?!" ... e lá escrevi x) por incrível que pareça tive alguns comments...e foi brutal xD era muito fixe ir todos aos dias ao Hi5 e saber que de facto havia pessoal que lá ia comentando e que, sem saber, me punham um sorriso na cara e me puxavam a imaginação para mais...
Continuei a escrever por lá e a cada dia que passava aquilo, que era apenas uma maneira de eu me ir distraindo, passou a ser um pouco mais...passei a querer escrever textos que fizessem os outros pensar naquilo que estavam a ler, queria que pensassem e que, de certa forma, se identificassem com as palavras que eu mandava para o ar.
O Hi5 "foi-se abaixo" e veio o facebook, mas antes dessa viagem apareceu o conceito de blog...eu e mais dois amigos criámos um blog onde expunhamos a nossa repugnância por professores, acordar cedo, alunos certinhos xD todo o tipo de assuntos que ganharam alguma popularidade na escola e na nossa turma xD pudera... :b
Era fixe ir-mos escrevendo umas cenas...mas eu senti que queria escrever mais...uma cena só minha...e então criei este blog...
Comecei e continuo com textos variados, não tenho um estilo definido...só sei que adoro escrever sobre romance, tragédia...umas combinações assim maradas..definitivamente.
Às vezes lá vou escrevendo pelo face só para que as pessoas que não conhecem este meu canto possam ler e ..pronto xD
Mas uma coisa que eu aprendi ao longo deste tempo é que eu tive MUITAS fases...!
Ao início limitei-me a escrever poemas...poemas...poemas...depois passei a escrever textos pequeninos...e agora ando a tentar escrever histórias! Grandes! Mas pelo menos aqui vou ficar-me pelos textos mais curtos...são melhores xD
Primeiro queria escrever! Queria mostrar o quanto curtia fazer isso, depois passei a escrever para deitar cá para fora sentimentos, coisas que não podiam ficar cá dentro durante muito tempo, encontrei na escrita uma saída estão a ver? Um sítio onde eu podia, pegando em personagens "inventadas", deitar cá para fora o que eu realmente sentia...e isso só me fez bem...
Mas o que eu vi, e que me tocou bastante, foi o facto de muitas pessoas gostarem do que eu ia escrevendo...por se sentirem na pele das personagens, nos locais que descrevia, na situação mais embaraçosa, mais romântica, mais patética que eu inventava com as minhas palavras tontas...isso mostrou-me que nada disto é em vão...há mesmo pessoas do outro lado que gostam...que passam e que vão lendo..podem não comentar mas vão passando porque gostam...sei lá..penso eu..é fixe..
A maioria dos meus textos baseia-se no sexo oposto, pois está claro! A maioria para não dizer TODOS! São realmente uma inspiração, as minhas musas segundo Camões, e a verdade é que eu adoro escrever sobre todas as situações possíveis e impossíveis que remetam para o conceito "uma rapariga e um rapaz" ... adoro descrever a perfeição que há em cada rapariga, a sensualidade de cada uma, a maneira como falam, como se mexem...é algo que me fascina e que, opah, eu vou tentando escrever...mas nunca fiiiica meeesmo beem pah! Falta sempre alguma cena...mas acho que tem de ser assim xD os homens não foram feitos para compreender as mulheres e vice-versa xD eu não serei excepção de certeza!!!
100 textos escritos devagarinho, depressa, triste, contente, com aquela miuda no pensamento, com vontade de matar aquele gajo, nas noites quentes de Verão, nas tardes geladas de Inverno...e curto bué xD
Que venham mais 100 :D
Obrigado a todos :)

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Baza

Eles saíram da sala de aula como acontecia naquele horário, todas as semanas, há já algum tempo...a escola secundária qualquer dia acabava e adeus adeus...por isso tinham de aproveitar cada momento que lhes aparecesse à frente...
Biologia acabou para ele, Psicologia acabou para ela e lá vamos nós..
Rapidamente chegaram à conclusão de que ia chover e que muito provavelmente não ia dar para ir para o sítio do costume..o carvalho que já há tanto tempo se encontrava pronto para morrer talvez não fosse o melhor spot para se estar, pelo menos com aquela chuva.
Andaram à procura um do outro e demoraram muito até se cruzarem num dos corredores perdidos da escola. Mal a viu...um choque mais rápido do que uma bala trespassou-lhe o corpo todo...sentia-se..tipo..bem..só por saber que ela estava ali..é fácil de entender né ?
Ficaram a olhar um para o outro durante um bom bocado até que os sorrisos começaram a despontar nos lábios de cada um. Ele aproximou-se...ela recuou...ele deu um passo em frente...ela deu um passo atrás...ele parou de sorrir...ela começou a rir...ele correu...
Sentia-se estranho, parecia que alguma coisa estava prestes a rasgar-lhe a barriga..ela desaparecia pelos corredores e corredores que lhe iam aparecendo à frente e que ele nunca tinha visto na vida...
Finalmente...ele chegou a um beco sem saída e ela fulminava-o com um olhar extremamente agressivo...de repente.........----------çº.~--º+ç-º($#""#%/()=p+'90',ç-.ºl+º.-,mnçºkl+çº-.çAHAHHHHHHH!!!!

acordar nunca soube tão bem ? tou farto destes sonhos --'

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Uva

Olha lá para mim e diz-me se estás tão cansada assim como pareces estar? A faceta que negas no dia-a-dia faz com que o que sintas, o que fazes, o que dizes...faz com que tudo seja pura falsidade e eu não entendo como é que alguém pode ser assim tão egoísta.
Um dia ainda estivemos os dois sentados, lado a lado, com nada mais do que um simples abraço e um sorriso estranho de quem gosta mesmo do que está a acontecer...agora vejo que aqueles calafrios e aqueles sonhos idiotas só serviram mesmo para um gajo não dormir em condições...
Quando olho para trás fico com a consciência totalmente limpa ao contrário de certas pessoas que se limitaram a fazer com os que as rodeavam se sentissem na merda, e se algum dia eu disse que amava era porque não estava a brincar!
Como a vida vai...às vezes até penso que os melhores momentos da vida são aqueles passados enquanto não estamos sóbrios, enquanto estamos a uma uva do coma alcoólico e dizemos tudo o que queremos dizer, em que somos o que às vezes não somos...e olha é bacano.

Sente

Quem é que se importa com o estado do país quando não consegues controlar o TEU estado de espírito?
Não consigo pensar na forma mais estúpida de sofrer...será o bater com a perna num móvel? Será levar com uma bolada na cara quando se joga futebol? Será apaixonar-mos por uma pessoa e sair-mos magoados pelo caminho?
Acho que nenhuma das três reflecte o que estou a sentir neste momento, porque neste momento EU ESTOU FELIZ!
Já pensaste bem no que podes alcançar na vida? Já pensaste que há tantas pessoas com vidas tão miseráveis? Tu TENS de saber AGRADECER o que TENS...limita-te a fazer isso e vais acordar todos os dias com um sorriso na cara (até nas manhãs de pura ressaca vê lá tu!).
Concentra-te em chegar ao pé de quem gostas e dizer isso...que gostas...limita-te a desviar dos montes de merda que às vezes lá têm de aparecer no teu caminho...RI quando se RIEM de TI...OUSA EXPERIMENTAR tudo o que até agora pensavas não ser possível de fazer, de alcançar.
Mete a tocar uma música que te arrepie...que te leve para um estado que poucos saibam a pass para entrar...fica lá uma beca e sente até ao fim.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Põe-te fixe

Quatro da manhã e um gajo não consegue dormir.
Talvez tenha de ir,
Depois ando sempre bué cansado…

Mas para quê? Porque é que devo ir dormir
Se depois me vou sentir
Como se tivesse estado acordado?

As pessoas podem até nem acreditar
Mas eu não estou a gozar
Quando digo que só sonho contigo!!!

E por mais que eu queira acordar
Tu dizes-me para eu ficar
E eu fico…só mais um bocadinho…

E nos sonhos és diferente, percebes?
Estás mais apetecível do que é normal, entendes?!
E quando dou por mim já o despertador toca...

E eu penso quando é que te decides,
Quando ganhas coragem e me dizes
“Beeeeeiiiiiijjjja a minha booooooocaaaaaa!!!!! ……………….Atrasado!”

É uma beca lixado acordar como se nunca tivesse adormecido
Pensar que nos sonhos podia mesmo estar contigo
E que acordar estava fora de questão,

Mas fico mesmo mesmo fodido
Quando acordo estendido
Na cama e penso que tudo foi ilusão!

Olha, FAZ-ME UM FAVOR e limita-te a bazar
Porque se eu te encontro hoje quando estiver a sonhar
Sou capaz de te dizer

Que por muito que eu possa gostar
De ter ver e de te olhar
Mando-te na mesma f****

terça-feira, 1 de novembro de 2011

É bruxedo

Sinto-me cansado de pensar.
As festas que me animavam não me dizem nada se não estás lá, os sítios para onde vou para tentar esquecer-te fazem com que a tua cara me apareça à frente a cada passo que dou.
Sinto que não quero andar para frente para depois ter de olhar para trás e recordar-me das coisas estúpidas que eu fiz, das respostas que te dei, das razões que eu arranjava para não ir ter contigo e dizer o que verdadeiramente se passava...não quero.
Ao menos baza dos meus sonhos! Dantes ainda eram fixes, ainda dava para ir descansando de vez em quando, mas sempre que eu me vejo num sítio que não sei porque é que lá fui parar e tu estás lá...e é tão bom...mas eu sei que tenho de acordar, percebes ? Eu estou a sonhar e...parece que sei que estou a sonhar, sinto que vou acabar por acordar porque aquilo não pode ser real...era bom demais.
E cá vamos nós né ? yap , sempre a sorrir e a cantar e mandar sons de liberdade para o ar quando na verdade só queremos dar um murro na cabeça da tristeza ;)

domingo, 23 de outubro de 2011

Fomos à festa

Fomos à festa.
Lá dentro tudo parecia querer explodir...a mistura de álcool com adrenalina nunca fez mal a ninguém, pois não? Então...SHOTS!
À medida que os segundos passavam, à medida que o copo esvaziava...o mundo, as cores, as pessoas à nossa volta...tudo parecia ficar mais feliz e a vontade de dançar crescia a cada batida lançada pelo DJ...mágico né?
As luzes que brilhavam nos nossos olhos...faziam com que perdesse de vista, por segundos, aquela miuda especial que andei toda a noite a olhar...olha para ela a dançar...qual é a cena? Não precisamos de mais nada pois não? não...
O copo dela dançava à medida que o seu braço girava em torno das amigas, molhando-as com o que quer que estivesse lá dentro...fosse o que fosse só lhe estava a fazer bem, o cabelo a esvoaçar loucamente tapando-lhe por momentos a cara linda, os olhos um tanto perdidos, os lábios tão secos..ela ria-se como se não houvesse amanhã e se não fossem os meus amigos ela acabaria por reparar na baba que me escorria pela cara..
Bebi como já não bebia há algum tempo, eu e todos :) e foi brutal, preciso destas noites! please world!
E falámos de constelações e de estrelas e de sonhos :D e de tudo o que havia para tirar cá para fora há medida que as veias pediam de joelhos "já não há espaço para mais álcool!!!" .. mas havia sempre, nem que fosse mais um shot daqueles que só nós sabemos .

sábado, 22 de outubro de 2011

Dia 1

O meu pai um dia disse-me uma coisa que eu nunca hei-de esquecer: "para esquecer-mos temos de nos lembrar primeiro". Naquela altura eu limitava-me a acenar com a cabeça, a concordar com o que ele dizia pois, todas aquelas palavras caras tinham de ter algum fundo de verdade. Hoje é diferente. Olhando para trás vejo que ele tinha e tem toda a razão, não há nada mais verdadeiro do que aquela frase tão simples que naqueles tempos não me dizia grande coisa...o que é que eu quero dizer com isto? Bem, o mais fácil será dizer para certas pessoas se irem matar, mas penso que tanto trabalho não se incluiria na minha lista perfeita de fim-de-semana...enfim. Como é óbvio eu não vou estar a dizer os nomes das pessoas que me trairam assim como não vou dizer o que me fizeram...mas eu não escrevia aqui há algum tempo...e esses nomes que eu não me digno a escrever são nomes de pessoas que "quase me obrigaram" a deixar de escrever aqui, só faltava apagarem-me a conta...o texto anterior foi escrito em 20 segundos e foi a única solução que eu pensei achar, naquele momento, de tentar conter o que estava cá dentro fechado...mas hoje, ainda por cima por causa do que aconteceu ontem, eu estou aqui...e juro que se esta conta fôr apagada eu sei quem foi, e sei quem é que "pode" ter os meus dados, e mail e pass..por isso obrigado pela vossa atenção...ficas avisado.
E este é o Dia 1, começa hoje e acaba nunca .

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

BYe nOW

Este blog só serviu para que eu arranjasse problemas...pelos vistos...

Obrigado a todos os que me seguiram...se curtiram é fixe para mim ;) desculpem lá qualquer coisa

sempre foi um refúgio para mim...e para os outros pode soar estúpido e insignificante mas foi aqui que libertei merdas que só faziam mal em estar dentro da minha cabeça...thanks !

Mas está na hora de parar...

fiquem na paz friends ;) e brigadão


sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Listen to me when i say get the fuck out of here!

O pai batia, a mãe ralhava…ela chorava

E pensava que ninguém lá fora a entenderia.

Quem diria que ele estava mesmo lá e não parava

De gritar que ela era exactamente o que ele queria..


Quem diz que não podes fazer?

São os teus pais? Os que mandam no país?

Manda-os foder!

Afinal quem é que quer ser feliz?!


Vive! Respira uma beca…deixa de ser forreta…

Abraça quem queres abraçar

Acarreta com os problemas…tenta

Eles amam-se e querem ficar


Assim para sempre, sem que as coisas mudem

Quem vai mudar isso?

Beijam-se, amam-se…VIVEM!

Os outros? Nem penses nisso…


Por isso…olha à volta

Abraça o mundo por muito que possa custar

A vida vai torta

Mas há quem a consiga aproveitar


Lindo é quem ainda sonha…e tu...fode-te ;)


Rafael - Parte 20

Continuaram a avançar pela estrada, sem olhar para trás…até que a dado momento.

-vira aqui…. – disse Rita – nessa cortada de terra batida - Rafael parou a carrinha. –então? O que é que se passa? - perguntou ela.

-porquê aqui? – perguntou ele com voz baixa olhando para a estrada à sua frente.

-porquê? - houve uma pausa - Não é suposto haver um porquê…né? ... O quê? Não…não me digas que estás com medo? – disse sorrindo.

Ele virou-se para ela e arrancou a fundo sem olhar por onde ia…

-engraçado…muito engraçado – disse ele já olhando para o caminho de terra batida.

-tem cuidado! O quê? - gritou ela com um sorriso nos lábios.

-teres escolhido este caminho…

A carrinha seguiu sempre em frente até chegar a um precipício. Lá em baixo as águas do lago batiam nas rochas afiadas e mais à frente via-se uma fogueira…eles estavam no “Lago”?

-estamos no “Lago”? – perguntou Rita.

-yap… - saíram da carrinha, caminharam um pouco e sentaram-se no chão, mesmo em frente ao precipício.

-mas…hoje é sábado…costuma haver festa à sexta… - disse Rita surpreendida por estar gente à volta da fogueira lá ao longe.

-eles costumam andar por aqui toda a semana…à sexta há mais gente…mas estam cá todos as noites, nem que sejam só meia dúzia. - disse Rafael com a voz triste olhando para o chão.

-nunca estive deste lado… - disse Rita

-nunca estive naquele lado…

-não estás a perder grande coisa…

-a sério? Pensava que eras a princesinha do “Lago”…

-o “Lago” está a tornar-se…aborrecido…é tudo acerca da maneira como te vestes, com quem andas… - Rita falava com desprezo.

-tudo informação essencial… - disse Rafael sorrindo, sempre sem olhar para ela.

-yap…podes crer… - silêncio – aqui em cima é tipo…”porque é que alguma vez eu me importei com essas coisas?” …percebes? – ele disse que sim com a cabeça.

Estava muito silêncio ali, naquele sítio. Ela olhava para ele e ele fingia que não se apercebia disso. Ela estava com uma cara confusa mas feliz.

-tu… - disse ela...mas parou...

-o quê? - perguntou ele de imediato.

-não te preocupas com o que os outros pensam…és apenas…tu… - olhou para ele...e ele olhou para ela mas logo de seguida voltou o olhar para a fogueira lá ao longe.

-sim…o que quer que isso seja – disse Rafael chutando uma pedra com o pé e dando um sorriso forçado.

-é uma coisa boa…é uma coisa muito boa… - disse ela com uma voz envergonhada. Houve mais um silêncio cortante…. – então e tu? Costumas vir aqui muitas vezes? - agora era ela que sorria forçadamente.

Ele abanou a cabeça concordando com o que ela acabara de dizer...sempre sem olhar para ela...

-fixe…encontrei o teu sítio secreto – disse ela sorrindo.

-eu não sei como o fizeste, a sério - disse Rafael interrompendo-a - …deves ser uma num milhão… - ficou a olhar para ela…ela parecia entender o que ele queria dizer...será que...

-coisas estranhas acontecem… - disse Rita para o ar...ficou a olhar para ele...ele olhou para ela...aproximou-se, tocou com a sua mão no pescoço suave dela...

...Beijaram-se.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Queria só acrescentar umas cenas ao texto anterior:

1-nunca disse que sofri de traição

2-nunca disse que não HOUVE melhores pessoas do que eu!

3-nunca pensei que me tivesse de chatear com as pessoas certas para poder morrer aos poucos com as pessoas erradas!

4-obrigado pelo apoio!

5-papa roach está muito fixe xD

Porque é que tinhas de entrar no que quer que fosse que entraste? Hum? Porquê?! Não queria, de todo, estar aqui a escrever esta merda mas tenho de o fazer percebes, porque se fica cá dentro é bem pior…

Estou aqui…a folhear páginas de face, de msn... e a ver promessas consentidas e refúgios de amor perdidos, palavras erradamente proferidas e que me dão a volta ao estômago, que me apertam ainda mais o coração, que me metem num estado de revolta, a meu ver, mais do que perfeitamente compreensível!

Porquê caralho?! Nunca! Nunca te tratei a não ser com tudo o que te podia dar de bom! Tudo o que pude fazer foi dar o meu melhor para que me pudesses amar e dizer que eras minha e que eu era teu! Porquê?! Nunca te traí! Nunca te tratei mal! Nunca comi nenhuma gaja quando estava contigo! Nunca fiz nada que não fosse dar o meu melhor para que fosses a miúda mais feliz à face da terra! E tu fazes-me isto!

Já passou, a sério que já passou…há muito tempo que passou e os meus amigos e as minha amigas fizeram com que eu me perdesse desses pensamentos desolados que me assombraram durante um bom bocado…e eu percebi que não valia a pena…já me diverti o suficiente nestes tempos que passaram depois dessa merda toda, já comi quem comi, já bebi o que quis beber! Já estive com quem quis estar! Já apanhei tosgas e tosgas com pessoal MESMO bacano e que me faz sentir bem!

Agora não podes vir com essas tretas!!

Já me disseram que se eu tivesse oportunidade que voltava para ti sem pestanejar…mas eu afirmo! Eu Juro! E olha que é uma palavra muito muito muito forte! Que não quero ter mais nada a ver contigo! Tu metes-me nojo! Eu odeio-te! Para mim és como uma má lembrança, uma vento que passou, e que temo continuar a passar se não te calas, que só trouxe merda, e confusão, e paixão e ódio! Odeio-te ! Odeio-te como acho que nunca odiei tanto uma pessoa!

Espero que percebas que foste uma das poucas pessoas a quem eu dei tudo de mim! Todas as oportunidades que tive para te fazer mais feliz, nem que fosse só por um segundo, eu utilizei…todas! Quis fazer com que percebesses que comigo eras feliz mais do que alguma vez tinhas sido com outra pessoa…quis fazer isso percebes? É claro que não percebes! Porque se percebesses não tinhas dúvidas como disseste que tinhas!!! Odeio-te! És uma pessoa má!

Farto de ver amigos meus a namorar com uma pessoa à minha frente e depois, numa festa, a comerem outra gaja qualquer! A namorada descobria, queria acabar com ele…ele dava-lhe a volta à cabeça e ela lá voltava! Croma do caralho! E eu? Eu nunca fiz nada disso! Nunca te pus à prova dessa maneira! Nunca dei a entender que, de certa forma, tinha feito merda! Que te tinha abandonado por um segundo que fosse!!!

Odeio-te pessoa estúpida! Fútil! Amo-te o caralho! Espero que estejas com todos os gajos que quiseres e que tenhas a sorte de pelo menos um deles te dar 1/100000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000 do que eu te dei! Porque nunca terás ninguém que se apaixone, que ame, que goste e que se importe como me tiveste a mim.

Come à vontade nina! Come à vontade ,,, ;)

domingo, 18 de setembro de 2011

Rafael - Parte 19

-ele está a começar a dar cabo dos meus nervos. - continuou Rita enquanto tentava esconder o papel.

-é aquele gajo da carrinha né? Lá da escola? - perguntou Raul impaciente.

-sim…

-ele é maluco ou assim?

-é um bocado – disse a sorrir.

-ele gosta de ti? – perguntou com um tom de voz mais sério.

-ele gosta da carrinha dele... - disse Rita rindo.

-hum…mesmo assim…não o encorajes…

-não….achas?!

-não! Até porque tens à tua frente um menino que não te suja as mãos como esse Rafael…

-o quê – olhou para as mãos e viu que estavam cheias de óleo – que bom! Estou toda suja…

-vês? Eu disse-te - disse rindo – bem…e eu tenho de ir…gostei muito de estar contigo.

-eu também… - beijaram-se, ele foi-se embora, ela foi lavar as mãos. Eram 21h54m…será que ele ia aparecer mesmo às 22? Ela bem que não queria admitir mas estava curiosa para ver se ele vinha ou não. Ele não tinha nada que fazer aquilo que fez. Podia ter corrido mal, o Raul podia ter lido o outro lado do papel e de certeza que isso iria arranjar confusão…e não é o que está a acontecer…não…de maneira nenhuma…aquele Rafael não tem interesse nenhum…

Eram 22h00, ela foi ao quarto, olhou pela janela e lá estava a carrinha, mesmo em frente à sua casa. Ela saiu e foi ter com ele…

-Rafael! – gritou ela, ele estava um pouco distraído pelo que se assustou com aquele grito.

-ei parceira…tudo bem?

-não…não está tudo bem...

-então? O que é que se passa?

-precisamos de falar! - gritou ela super enervada.

-entra… - respondeu ele calmamente.

-não! Eu não vou a mais lado nenhum contigo! - continuava a gritar e a gesticular movimentos de raiva com os braços.

-fixe…então falamos em tua casa…adorava beber um chá com os teus pais… - disse com um tom irónico.

-não… - continuou Rita, mas Rafael começou a fazer beicinho, a fazer uma cara triste, engraçada…mas triste – não…não e mais não!

Pois...bem, já iam a andar pela estrada fora há alguns minutos até que Rita disse:

-não podes entregar cenas assim em minha casa…não podes…

-ahahah…resultou…olha bem onde estás… - disse com um sorriso nos lábios do tamanho do Mundo.

-olha…é assim…eu até gosto de ti…és meu amigo…mas se vamos fazer cenas destas…se tu vais insistir em fazer cenas destas eu tenho de estar a par do plano.

-mas sabes…a cena engraçada é que não há planos. - disse a frase com um gozo tremendo.

-tretas! Tretas…tens aí tudo esquematizado já…és cheio de esquemas e de frases elaboradas e misteriosas e blah blah… - disse Rita virando o olhar da cara de Rafael para a estrada.

-é isso que tu pensas? - ele fez o contrário de Rita.

-é…é exactamente isso…e não podes esperar que eu largue tudo só para – foi interrompida.

-ei! Ei! Eu não espero que tu faças nada! És livre de ires embora quando quiseres…aliás! Porque é que a menina Rita está a andar com um cromo das carrinhas como eu? Hum? A perder o seu tempo precioso…

A carrinha chegou a um sinal de stop…podia seguir em frente, virar à direita, virar à esquerda ou voltar para trás…ou ficar exactamente onde estava. Não havia movimento aquela hora mas a carrinha parou na mesma. Dentro dela a tensão crescia a cada segundo passado.

-isto é fixe, esta é a parte do filme em que estamos na encruzilhada… -disse Rafael com um tom um pouco irónico mas também sério.

-estás a ser um estúpido… - disse Rita quase a chorar.

-oh vá lá rainha da escola, campeã de ténis, namorado perfeito! Não tens nada mais fixe para fazer num sábado à noite? Baza…vai…sai daqui…

Ela ficou a olhar para ele durante um bocado com um olhar triste e enfurecido…e uma lágrima caiu…mas não disse nada. Saiu da carrinha e fechou a porta com uma força que nem sabia que tinha…ficou uns segundos do lado de fora a movimentar-se de um lado para o outro com um corpo, depois virou-se novamente para Rafael.

-sabes uma coisa? Eu achava que eras diferente…mas tu não és diferente! És apenas mais um rapazinho imaturo! É isso que tu és! - olhou para ele com aquele olhar selvagem e inibido recheado de lágrimas – e tens razão…eu estou a perder o meu tempo aqui…contigo!